Economia Argentina Sofre Impacto Após Eleições Primárias

Dólar Dispara e Ativos Financeiros Caem


A economia da Argentina enfrenta um cenário turbulento na sequência da vitória de Javier Milei nas eleições primárias do país. O resultado eleitoral desencadeou uma série de reações negativas nos mercados financeiros, com o dólar disparando mais de 20% em relação ao peso argentino. Os títulos argentinos também caíram mais de 10%, levando o Banco Central da Argentina a elevar a taxa de juros básica para 118% ao ano, um aumento de 21 pontos percentuais.

O efeito é observado no mercado cambial, com a moeda argentina sofrendo mais uma forte desvalorização. O dólar oficial teve um aumento de 21,81%, atingindo 394,95 pesos. Essa desvalorização é particularmente notável quando comparada aos valores de alguns meses atrás, já que a moeda argentina perdeu 124% de seu valor em relação ao dólar em um período de oito meses.

O mercado paralelo, conhecido como “dólar blue”, também registrou uma alta de cerca de 10%, com a moeda sendo negociada por cerca de 670 pesos nas casas de câmbio de Buenos Aires.

Os impactos não se limitam ao câmbio. A Bolsa de Buenos Aires abriu com uma queda superior a 3% no índice Merval. Além disso, os títulos da dívida argentina, que já estavam sendo negociados com desconto devido ao risco de calote, sofreram quedas de até 13% nos mercados internacionais.

Diante dessa piora nos ativos, o Banco Central da Argentina respondeu elevando a taxa de juros básica da economia, conhecida como taxa Leliq. A taxa aumentou 21 pontos percentuais, atingindo 118% ao ano, em comparação com os 97% ao ano registrados na sexta-feira anterior.

Javier Milei, um economista de 52 anos com ideias libertárias, é o candidato que surpreendeu nas eleições primárias. Ele defende a extinção do Banco Central e a dolarização da economia argentina. Milei também propõe a redução do papel do Estado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

notícias relacionadas

CATEGORIAS

COMPARTILHAR