Estudo aponta que uma bebida diária pode elevar a pressão arterial.

Estudo dos EUA revela que efeitos negativos do álcool na pressão arterial são observados em homens e mulheres, independentemente de hipertensão prévia

Um novo estudo aponta que consumir apenas um drinque de qualquer bebida alcoólica por dia pode resultar em um aumento considerável da pressão arterial sistólica, o número mais alto em uma leitura de pressão. Isso é válido tanto para homens quanto mulheres sem hipertensão pré-existente. O estudo destaca que não foram encontrados benefícios no consumo de baixos níveis de álcool em comparação com a abstinência total.

A pesquisa mostra que mesmo quantidades moderadas de álcool podem afetar negativamente a pressão arterial ao longo do tempo, tanto a sistólica quanto a diastólica (o número mais baixo da leitura). Embora o estudo não tenha encontrado um valor seguro de consumo de álcool, os resultados reforçam a ideia de que limitar ou evitar o álcool é aconselhável para proteger a saúde cardiovascular.

A pressão arterial é um fator essencial para a saúde do coração, e o álcool pode influenciar negativamente essas leituras. No estudo, foram analisados dados de mais de 19.000 adultos sem diagnósticos anteriores de alcoolismo, doenças cardiovasculares, entre outras condições, ao longo de cinco anos. O consumo médio de 12 gramas de álcool por dia (menos de uma bebida padrão dos EUA) resultou em um pequeno aumento na pressão arterial sistólica. Já o consumo de 48 gramas de álcool por dia (quase 3,5 bebidas padrão dos EUA) causou um aumento mais significativo na pressão arterial sistólica.

Os pesquisadores enfatizam que o impacto do álcool na pressão arterial foi mais notável em pessoas cujas leituras de pressão arterial já estavam elevadas no início do estudo. Isso sugere que aqueles com tendência à elevação da pressão arterial podem se beneficiar mais ao evitar ou reduzir o consumo de álcool.

Embora estudos anteriores tenham demonstrado que o consumo moderado de álcool pode estar associado a benefícios cardiovasculares, essa nova pesquisa sugere que o álcool pode não trazer benefícios à pressão arterial e que não há nível seguro de consumo de álcool para proteção cardiovascular.

Os especialistas aconselham que, para proteger a saúde cardiovascular, é melhor evitar o consumo de álcool ou limitá-lo a quantidades mínimas. Manter um estilo de vida saudável, incluindo exercícios e redução do estresse, também é recomendado para ajudar a controlar a pressão arterial. O exercício físico, em especial, tem mostrado ser eficaz na redução tanto da pressão arterial sistólica quanto da diastólica, promovendo a saúde do coração.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

notícias relacionadas

CATEGORIAS

COMPARTILHAR