“O governo está acompanhando de perto possíveis manifestações previstas para o 7 de Setembro, e o governador Ibaneis Rocha expressou sua apreensão em relação a esses eventos.”

A cinco dias do tradicional desfile do 7 de Setembro, as forças de segurança do Distrito Federal estão monitorando possíveis manifestações para a Esplanada dos Ministérios na data comemorativa.

Oficialmente, nenhuma manifestação está programada, mas empresas de notícias apurou que a cúpula da segurança do DF recebe e analisa há meses diversos materiais que já chegaram na inteligência da Secretaria de Segurança Pública (SSP) do DF.

Há alguns avisos compartilhados em redes sociais e aplicativos de mensagens monitorados pelo setor específico e compartilhados com a Polícia Militar do DF. A SSP garante que “tudo é analisado”.

Na semana passada também houve um alerta do ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, que enviou ofício ao governo do Distrito Federal (GDF) sobre convocações para atos de manifestação na data.

O documento foi direcionado ao governador Ibaneis Rocha (MDB) e ao secretário de Segurança, Sandro Avelar

Dino compartilhou dez vídeos “que tratam de supostas manifestações articuladas e previstas para ocorrer em 7 de Setembro de 2023”. O documento foi recebido pelo secretário executivo, Alexandre Patury, pois Avelar está de férias.

Como resposta, a governadora em exercício do DF, Celina Leão (PP), afirmou, na sexta-feira (1º), que a programação para o feriado de 7 de Setembro contará com mais policiais do que a posse do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

O governador Ibaneis Rocha está em viagem a Washington (EUA), no evento Lide Brazil Development Forum 2023. O chefe do Executivo local tomou conhecimento da situação e externou preocupação com novas manifestações na Esplanada.

“Semana que vem vamos ter o 7 de Setembro e há uma preocupação para todos sobre o que vai acontecer, porque o 7 de Setembro passado foi marcado por uma atuação política, não só uma atuação cívica”, disse o governador.

“Então tem-se muito medo do que pode acontecer nesses eventos, e a gente tem de trabalhar de forma muito preparada com as nossas forças”, completou.

Em 8 de janeiro, Ibaneis Rocha foi afastado do cargo por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF) após os ataques às sedes dos Três Poderes.

imprensa apurou com fontes do GDF que há uma preocupação maior em cada grande evento marcado para a Esplanada para que “não volte a acontecer” [o afastamento]. O governador deve voltar a Brasília antes da cerimônia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

notícias relacionadas

CATEGORIAS

COMPARTILHAR